Editorial

Recrutamento, a nova demanda das empresas

Partilhar
JEL35 – novembro/dezembro 2021

Para última edição do ano tínhamos previsto um cenário mais normalizado no que respeita à sua impressão e distribuição. Esta edição começou por ser planeada num panorama favorável ao controlo da pandemia, parecendo-nos que podíamos acabar o ano desejando as boas festas a todos os nossos leitores através da nossa edição impressa, mas tal não aconteceu e disso demos conta logo no penúltimo mês do ano.

Não é possível garantir uma boa rede de distribuição do JEL quando a sociedade e os negócios voltam a retrair, ora por recomendação Estatal ora por bom senso, ora porque mesmo sabendo que tudo fizeram e cumprem para voltar à normalidade, a verdade é que este vírus ainda não está controlado.

Sintra, Portugal e o Mundo estão a braços com a dificuldade de recrutamento. Segundo um estudo tornado público pela ManpowerGoup, 70% dos empregadores em todo o mundo relatam dificuldades na contratação de novos colaboradores. O estudo teve como universo de análise 40 mil empregadores, dos quais mil em Portugal. Os novos modelos de trabalho, a escassez de talento, as novas preferências e aspirações dos trabalhadores, a importância das designadas soft skills, etc, lançam as empresas numa demanda difícil de explicar à luz do senso comum.

Vejamos porque é de difícil explicação: se por um lado os níveis de desemprego parecem não dar tréguas por outro as empresas queixam-se de que não conseguem recrutar. A abrangência do problema não é assim tão linear. Envolve anos de más práticas e de más decisões, boa parte delas relacionada com a formação profissional que não estamos a dar.

Fomos falar com a 15ª maior empregadora do concelho, a Galucho, para perceber qual o impacto da escassez de mão-de-obra na dinâmica desta empresa familiar, líder mundial no setor de atividade. Entrámos com a convicção de que o problema era sentido, saímos com um desafio lançado ao ecossistema empresarial de Sintra, por Nuno Gama Lobo, diretor de operações da empresa (ver entrevista nas centrais).

Sónia Firmino

Diretora Jornal Economia Local (JEL)

  • 1
Artigo anterior
Próximo Artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *