Editorial

A Estefânia está revitalizada

Sónia Firmino
Partilhar

Da Vila à Estefânia, os mercados municipais de Sintra começaram a ser reinterpretados à semelhança do que acontece com estes equipamentos um pouco por todo o pais, particularmente na Capital. Esta edição do JEL, especialmente dedicada à nova dinâmica destes mercados, que em 2019 começou a fazer-se sentir na Vila de Sintra, em abril, e meses depois, em novembro, com abertura do novo espaço de pastelaria e restauração do Mercado Municipal da Estefânia. O comércio, no caso local e de proximidade, é elemento chave de um projeto coletivo de animação de uma aldeia, vila ou cidade e pode, por si só, mobilizar cidadãos, comerciantes e empresários, estruturas associativas e o próprio poder político local que na sua estratégia de intervenção para o município e na condição de “proprietário” do equipamento, foi “forçado” a entender as alterações às tendências de consumo. Assim nasce o novo ponto de encontro do Mercado da Estefânia que mudou a faixa etária dos visitantes habituais do mercado, multiplicando o tráfego entre as tradicionais bancas de fruta, pão e peixe e, fundamentalmente, encetou um novo ciclo de oportunidade de negócio para todos. Ganham todos! Ganha a D. Adélia da banca do peixe, agradece o sr. Francisco Nunes do Talho e aplaude a Fábrica das Queijadas, que pela primeira vez viu no conceito a oportunidade que esperava para, finalmente, apostar num espaço físico de venda. A revitalização do mercado fez retornar o quase esquecido Bairro da Estefânia, descrito em pormenor por José Alfredo da Costa Azevedo no 1º volume da obra – Bairros de Sintra. Os mercados tradicionais não estão decadentes e, se bem repensados, como o da Vila e da Estefânia , podem ser importantes pólos de animação dos núcleos populacionais e potenciar toda a dinâmica de comércio local em seu redor: o Bairro da Estefânia está de volta! Uma das principais entradas de Sintra está renovada e se daqui a algum tempo chegarmos à conclusão que o comércio local foi o grande impulsionado desta dinâmica; ganhamos todos. Esta é última edição do JEL de 2019. Votos sinceros e de grande esperança e sucesso para todos os pequenos, médios e grandes empresários deste concelho.

Sónia Firmino
Sónia Firmino

Diretora Jornal Economia Local (JEL)

  • 1

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *