Joaquim Viegas Simão OPINIÃO

Construir uma Associação para o futuro

JEL39 – Novembro/Dezembro 2022

O tecido empresarial de Sintra será tão forte quanto a nossa Associação lhe der suporte. É imperativo que tenha a estrutura, saúde financeira e participação ativa, para dar apoio aos empresários de todo o concelho de Sintra. Os projetos estruturantes que desenvolvemos durante o ano de 2022 colocam-nos, hoje, em condições para ajudar as empresas do concelho; melhores do que as que tínhamos há um ano.

Estamos a reduzir a dívida da Associação, a consolidar a nossa base de associados e a melhorar as condições da nossa organização interna. Com a progressiva revisão salarial, a renovação do material informático obsoleto e a atualização das ferramentas de trabalho, conseguimos ter as equipas mais bem preparadas para um alto desempenho. Sonhamos ter uma Associação mais feliz, com a qual as empresas podem contar.

Esse é um foco importante do nosso trabalho: servir e ajudar os nossos associados. E temos dado passos importantes nesse sentido. Criámos o Núcleo de Proximidade ao Associado (responsável por quase duas centenas de visitas a empresas locais), criámos o Núcleo de Eventos e Comércio Local e manteremos o nosso foco no desenvolvimento de projetos de valor acrescentado com a EXPOSINTRA, marca que finalmente vai trazer a Sintra uma dinâmica de eventos vários.

Esta ambição de crescimento é acompanhada pela necessidade de comunicar melhor. Para isso, a nossa Associação necessita de melhorar a forma como divulga o que faz, precisa de aumentar a sua notoriedade e criar mais conhecimento útil para os nossos associados.

Isto depende da capacitação das nossas pessoas, da dinamização interna de novos métodos de trabalho e de um posicionamento que aumente a nossa visibilidade e perceção de valor para as empresas e instituições parceiras.

O campo das parcerias com diversas entidades é também estratégico para o nosso futuro. Nesta área, os projetos com a Câmara Municipal de Sintra são um exemplo de valor acrescentado para o tecido empresarial.

O Made in Sintra tem sido alvo de uma reestruturação para servir melhor o seu propósito de aumentar a relevância dos produtos locais. E os projetos de empreendedorismo e empregabilidade, a criação de networking, o projeto Bairros Comerciais Digitais, entre outros, resultam de uma parceria estratégica para o desenvolvimento económico que levaremos ainda mais longe.

A AESintra está hoje mais forte. Hoje, temos capacidade para afirmar definitivamente a nossa Associação como um pilar estruturante do crescimento da economia local. Estamos no caminho certo para contribuirmos para a modernização das nossas empresas, para dinamizarmos o conhecimento empresarial e para sermos o suporte incontornável de ligação entre empresas, mercados, legisladores e instituições.

Nesta quadra festiva, desejo boas festas para todos. Reforço o compromisso dedicado de continuarmos esta nossa missão em 2023.

Contem com o apoio da AESintra.