Economia Local SINTRA

Carlos Carreiras ameaça parar autocarros sobrelotados de Sintra e Oeiras

Sónia Firmino
Partilhar
Hoje a Área Metropolitana de Lisboa entra em situação de contingência, sendo que, 19 freguesias permanecem em estado de calamidade. A sobrelotação dos transportes públicos tem sido tema de discussão nos últimos dias, e está a ser apontada por muitos como um dos principais focos de disseminação do vírus. Carlos Carreiras, presidente da autarquia de Cascais, num artigo que escreveu para o Jornal I avisou que “para grandes males, grandes remédios já diz o povo e os transportes públicos neste momento são um grande mal que necessita de grandes remédios”, adiantando ainda que, se a AML não recolocar as carreiras a 100%, Cascais obrigará os passageiros que por lá passem a trocar para autocarros da autarquia e só seguem viagem quem se sujeitar ao teste de temperatura. O presidente da Câmara de Cascais, escreveu no designado artigo de opinião:”recuso-me a ficar de braços cruzados e a assistir à multiplicação descontrolada de potenciais cadeias de transmissão nos nossos transportes”.
Sónia Firmino
Sónia Firmino

Diretora Jornal Economia Local (JEL)

  • 1

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *