Empresas/Negócios País

Números do “lay-off” simplificado

Partilhar

O número de empresas a pedir lay-off simplificado voltou a subir em dezembro último, tendo sido quase 500 fazê-lo, segundo dados do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. A razão do acréscimo de pedidos está diretamente relacionada com o reforço das medidas decretado pelo Governo, entre elas o encerramento de discotecas e bares, bem como a suspensão das creches e atividades de tempos livres.

O lay-off simplificado foi um mecanismo criado em março de 2020, no mesmo mês em que a pandemia se espalhou pelo mundo, dirigido às empresas que se encontrem sujeitas ao dever de encerramento por determinação legislativa ou administrativa de fonte governamental.

Desde o início da pandemia, mais de 121 mil empresas e 943 mil pessoas singulares aderiram ao lay-off simplificado, tendo sido pagos 1,18 mil milhões de euros. Em setembro (antes da reabertura em 01 de outubro das discotecas e bares), 326 empresas estavam em lay-off simplificado, abrangendo 1.238 trabalhadores.

Desde o início da pandemia, mais de 121 mil empresas e 943 mil pessoas singulares aderiram ao lay-off simplificado, tendo sido pagos 1,18 mil milhões de euros.

Fonte: Observador

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *