AESintra Segurança Alimentar

Dia Mundial do Chocolate: Perigo nos aditivos alimentares

Partilhar

Hoje, dia 7 de julho, comemora-se o Dia Mundial do Chocolate. A AESintra, através do seu gabinete técnico, aproveita a efeméride para chamar a si este produto alimentar, consumido por mais de 5 milhões e 93 mil indivíduos em Portugal, segundo um estudo TGI da Marktest, realizado em 2019.

O chocolate, na aparência e na forma que hoje o conhecemos e experimentamos, resulta de sucessivos aprimoramentos. O produto era consumido pelos nativos do continente americano na forma de uma bebida quente e amarga. Os europeus adicionaram-lhe especiarias. Com o desenvolvimento dos processos industriais e técnicas culinárias, surgiu o chocolate com leite e, mais tarde, assume a forma sólida. O chocolate pode ser muito versátil, apresentando-se na forma sólida – chocolate em pó, em barra, os ovos e os bombons – ou na forma líquida, como  achocolatado ou chocolate quente. Pode ser consumido puro e é ingrediente de eleição de um enorme número de alimentos, particularmente, em sobremesas.

Durante o processo de transformação e produção do chocolate, pode ser utilizado dióxido de titânio E171, um aditivo alimentar utilizado em vários alimentos, porém, e esta é a questão que ao Gabinete de Segurança Alimentar importa, a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) publicou um parecer onde se conclui com base nas evidências disponíveis, que o dióxido de titânio já não pode ser considerado seguro quando usado como aditivo alimentar, tendo em conta o seu potencial genotóxico.

De acordo com Regulamento (CE) n.º 1169/2011 de 25 de outubro de 2011, relativo à prestação de informação aos consumidores sobre os géneros alimentícios, todos os ingredientes introduzidos nos produtos alimentares deverão constar no rótulo.

Porque hoje o dia é do chocolate, o Gabinete de Segurança Alimentar da AESintra recomenda a consulta da lista de ingredientes no rótulo dos alimentos que adquirir. O gabinete recorda que o aditivo alimentar em causa pode ser encontrado numa lista variada de outros produtos, com a indicação “corante: dióxido de titânio” ou “corante: E171”.

Saiba sempre o que está a ingerir! Somos sempre os principais agentes da nossa própria saúde e de todos os que nos são próximos e de nós dependem.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *