AESintra Parceiros

Cajó, exemplo de um jovem capacitado pelo ORIENTA-TE

Partilhar
JEL35 – novembro/dezembro 2021

O Carlos Jorge, Cajó, como gosta de ser tratado e como todos o conhecem, entrou para o projeto ORIENTA-TE aos 13 anos como participante. Anos depois tornou-se dinamizador comunitário, figura formalmente instituída e que na prática faz a ponte entre a comunidade e o projeto, tendo sido assim que o Cajó começou a trabalhar na equipa. Hoje, com 22 anos, é aluno do ensino superior do curso de Animação Sociocultural. Questionado sobre como soube do projeto referiu ter sido encaminhado pela própria mãe que soube da existência de um ATL gratuito, financiado pelo Programa Escolhas.

“O primeiro impacto foi maravilhoso e ao fim de todos estes anos ainda continua a ser”. É assim que o Cajó se refere ao ORIENTA-TE, acrescentando que foi a primeira vez que teve acesso a um computador, a 1ª vez que foi à praia, ao cinema e que experimentou tantas outras coisas. Perguntámos ao Cajó em que medida o ORIENTA-TE lhe mudou a vida, e a resposta foi emocionada: “é uma pergunta difícil porque sei ter
sido devido ao projeto que a minha vida tomou um rumo diferente.

Foi graças a tudo o que aqui tenho experienciado que ganhei o gosto por trabalhar com crianças, o que acabou por definir, recentemente, o meu percurso académico; é o que quero fazer no futuro, o ORIENTA-TE foi moldando a minha vida e a pessoa que sou hoje”. O agora Animador também trabalha num Centro de Estudos e após terminar a sua licenciatura tem por o objetivo ficar como técnico no ORIENTA-TE.

Numa perspetiva mais técnica, o Cajó entende que projetos como este são de extrema importância em comunidades como a de Rio de Mouro, sendo que, no seu caso, acabou por definir todo o seu percurso. Admite ter tido algumas barreiras na altura em que deixou de ser participante e passou a ser dinamizador comunitário: “foi necessário fazê-los entender que os objetivos da minha presença e estadia do projeto não se alteraram,
apesar de ter deixado de ser só um colega”.

Em jeitos de conclusão o Cajó é o exemplo mais do que perfeito da capacitação possível que o ORIENTA-TE pode dar às crianças e jovens que acompanha. Ao longo das várias gerações do projeto, temporalmente representadas em mais de uma década, foram centenas de participantes que foram acompanhados, apoiados e direcionados no seu percurso de vida.

O Cajó é um belíssimo exemplo, mas é só um de uma lista interminável.

Ler artigo JELONLINE sobre o projeto ORIENTA-TE

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *