Atividades

79º aniversário da AESintra comemorado entre parceiros e amigos

Partilhar

Na passada sexta-feira, dia 20 de maio, a AESintra comemorou o seu 79º aniversário no Hotel Sintra Jardim. Foi um encontro informal, ao final da tarde e em pleno Centro Histórico de Sintra. Destacamos dois momentos: o discurso de Joaquim Viegas Simão, presidente da AESintra, e a homenagem merecida a Olga Figueiredo, secretária-geral, pelos seus 25 anos de entrega sempre no leme da Associação.

No discurso que ambos proferiram foi visível a gratidão que sentem por toda a equipa de colaboradores. Viegas Simão, para agradecer e reforçar a importância da equipa, referiu: “somos muitos os que devem estar obrigados a merecer o vosso respeito. Somos outros tantos os que devem respeitar o vosso trabalho, aplaudir a vossa dedicação e reconhecer o vosso profissionalismo. É preciso estar convosco. É preciso conhecer-vos. É preciso ouvir o que têm a dizer”.

Olga Figueiredo nas palavras dirigidas a todos os presentes fez questão de nomear todos os colaboradores presentes, um a um.

Estiveram presentes, a convite de todos os atuais órgãos sociais da AESintra, dois ex presidentes da Direção, Manuel do Cabo e João Paixão.

Em representação da Confederação do Comércio de Serviços de Portugal – CCP, a AESintra teve a honra de contar com a presença do Engº. Francisco Carriço Pedro. Rita Pinto da Câmara Municipal de Sintra, Márcia Mendes da A2S, Zulmira Pinto – secretária geral da Associação de Turismo de Sintra e Luís Jerónimo, inspetor da ACT, fizeram questão de estar no aniversário, demonstrando, todos eles, a forte ligação que têm à AESintra, quer seja através de projetos, iniciativas e estratégias, quer seja até, em alguns casos, da própria amizade que ao longo de anos vai sendo construída.

Joaquim Viegas Simão, no seu discurso, fez ainda foco à importância de como ele e toda a sua equipa de direção encaram a tarefa que lhes foi conferida, a de dirigir os destinos diretivos da AESintra. O presidente deixou registada a “responsabilidade marcante que desde o primeiro minuto assumi, genuinamente, como se de uma causa se tratasse”. Foi ainda mais longe no discurso, reforçando a ideia: “as causas não são pessoais nem se restringem a pequenos grupos sem capacidade, legitimidade ou dimensão, para representarem um bem maior ou mais abrangente, pois se assim for, são interesses pontuais, não são causas”, continuou, “as causas não servem pequenos nichos, não são personalizadas nem personalizáveis, não são manifestações do ego, nem a sua defesa são pré-lançamentos para o reconhecimento social, ou reconhecimento económico ou reconhecimento politico”.

Neste final da tarde, Costa E Oliveira, presidente da assembleia-geral da AESintra e Manuel do Cabo, também discursaram. O primeiro dos dois falou muito da importância do associativismo e também quis destacar a importância do papel fundamental de Olga Figueiredo que, segundo o próprio, “tem grande sentido de gestão e de equilíbrio entre as ideias novas que uma direção recentemente eleita apresenta e a sua aplicabilidade à realidade da AESintra”.

Manuel do Cabo, lembrou muitas histórias passadas enquanto esteve na presidência da AESintra e foi especialmente lembrado por Olga Figueiredo por ter sido pela mão do próprio que a secretária geral entrou na AESintra há 25 anos.

Este 79º aniversário foi um marco importante para a AESintra, na medida em que os dois anos de pandemia também se refletiram na dinâmica da associação que encarou este momento como novo alento e entusiasmo a caminho dos fantásticos 80 anos comemorados em 2023.

Parabéns AESintra.

A caminho dos 80!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *