Associados Especial edição

Canteiro Natural: Produtos naturais e terapias complementares

O Shopping Center de Massamá é conhecido pela versatilidade das lojas que acolhe. É lá que se situa um dos melhores espaços de venda de produtos naturais e alimentação biológica da freguesia. Em maio do ano passado, Isabel Pascoal estendeu o espetro da atividade, entrando pelas terapias alternativas ou “complementares” como esta engenheira de materiais prefere chamar.

A loja de produtos naturais e alimentação biológica situa-se no 1º piso do Shopping e abriu em 2007 pela mão de Isabel Pascoal, gerente do espaço. Durante uma década trabalhou na indústria metalomecânica até sentir “falta de plenitude”. No ano da abertura, não havia nenhum negócio desta área na freguesia e a centralidade e potencialidade do Shopping Center de Massamá fez deste o melhor local para “enraizar e crescer”.

A tudo isto, a Isabel juntou a vontade de ajudar o comércio local a florescer.

Há dezoito anos a Isabel desenvolveu um problema oncológico, hoje encarado como um marco positivo por tê-la feito questionar a sua verdadeira vocação e o seu autoconhecimento. Depois de ultrapassar este sério problema de saúde, a Isabel passou a olhar para dentro de si, recusando-se a seguir os caminhos impostos pela Sociedade.

Tânia Moraes e Isabel Pascoal

Durante alguns anos, a gestão da loja foi complementar ao seu trabalho enquanto engenheira de materiais, porém, “ainda assim não se sentia plena”, acabando por abandonar a Engenharia para se dedicar ao espaço a 100%. A Isabel estudou várias patologias, inúmeras doenças, os produtos e as suas interações, mas confessou-nos ter “chegado ao ponto em que precisou de complementar esse conhecimento”. Para ela, “a saúde é o bem-estar em todas as vertentes da vida humana, físico, emocional, mental, espiritual e social.

A sua proposta, aquilo que tem para dar a quem a procura, é um caminho diferente e complementar para as pessoas que se disponham a alinhar e a centrar a mente com o coração.

Neste sentido considero importante abordar todas as áreas do ser humano para construir uma vida mais equilibrada”. No seu discurso a Isabel “acredita que o poder para aquela abordagem existe intrinsecamente em todo o ser humano, mas está por vezes adormecido, pelos hábitos e condicionamentos vividos”. Chegada a esta consciência surgiu a necessidade de incentivar as pessoas a trabalhar as suas emoções e a usar o seu poder pessoal em favor da sua saúde e da construção de uma vida mais feliz.

Em maio de 2021 nasceu o novo espaço, em plena pandemia, e é lá que podem ser encontradas várias terapias energéticas: Reiki; Astrologia Cármica – “uma excelente ferramenta de autoconhecimento”; Constelações Familiares: Yoga; vários tipos de massagens: Quiropraxia; Massoterapia Clínica; Aura Master, etc. Aqui, no novo espaço, a Isabel pretende realizar palestras sobre alimentação, nutrição, emoções, relações familiares, etc.

Este novo universo das terapias alternativas ou complementares tem causado alguma curiosidade nas pessoas que as procuram por conselho de alguém ou porque já são clientes habituais da loja de produtos naturais. A Isabel quis deixar claro na nossa conversa que não tem rigorosamente nada contra as terapias convencionais, muito pelo contrário, acredita, sim, que é na complementaridade que está o ganho, aliás, a terapeuta acha que
“mais década menos década estas técnicas terapeutas vão estar integradas na Saúde convencional”. A sua proposta, aquilo que tem para dar a quem a procura, é um caminho diferente e complementar para as pessoas que se disponham a alinhar e a centrar a mente com o coração.

O Canteiro Natural é um dos mais recentes associados da AESintra e a Isabel vê na estrutura um aliado precioso por ter um serviço integrado: “vocês têm todos os serviços no mesmo sítio”. A empreendedora está empenhada nas pessoas, e por ser “esta a matéria que constrói empresas, estou também focada na construção de parcerias”, aliás, continuou, “este espaço de terapias energéticas é hoje uma realidade porque foi a partir daquele pressuposto que alarguei a minha intervenção na comunidade”.

JEL38 . AGOSTO/SETEMBRO . 2022

Deixe um comentário