AESintra Empresas/Negócios

Empregabilidade: Inquérito de diagnóstico às empresas de Sintra

Partilhar

Começou a ser enviado, numa fase inicial só para os associados da AESintra das freguesias de Algueirão Mem Martins e Queluz Belas, o questionário – EMPREGABILIDADE: DIAGNÓSTICO ÀS EMPRESAS DE SINTRA – no âmbito do projeto CAPACITARmais, já no terreno e de execução da AESintra.

Já respondeu ao inquérito? Se já o recebeu, por favor, responda. Se ainda não recebeu, está prestes a ser desafiado a responder e com isso a ajudar a AESintra no diagnóstico. Por favor, responda! Não tomará muito do seu tempo e vai ajudar ao conhecimento das necessidades do tecido empresarial de Sintra.

No inicio do próximo ano, o mesmo inquérito vai ser enviado para sócios de todo o concelho e no mês seguinte, a abrangência é concelhia, no sentido em que mesmo as empresas/estabelecimentos não associados receberão na sua caixa de e-mail este instrumento privilegiado de diagnóstico prospetivo que vai ajudar a AESintra a identificar as necessidades de recursos humanos e as necessidades formativas do tecido empresarial do concelho, num trabalho sem precedentes e de absoluta utilidade para concorrer a favor da resolução da escassez de mão-de-obra.

Das conclusões de análise aos questionários, seguramente, vão surgir indicadores para trabalho futuro. A Sintra empresarial, à semelhança do que se passa no resto do país, está em confronto direto com a ligação entre o que as empresas precisam e as competências que os profissionais disponíveis têm para oferecer. À luz das conclusões do estudo “O Futuro do Trabalho em Portugal”, 37,5% da população empregada em Portugal necessitará de reconversão profissional nos próximos 12 anos. Estes dados são de 2019 e ainda não refletem a conjuntura pandémica que assolou o mundo nos últimos quase dois anos, fator decisivo para a urgência de olhar com foco para a reconversão profissional.

O projeto CAPACITARmais, pretende, tal como o nome sugere, capacitar empresas para inclusão profissional e social, através de: ações de reforço à empregabilidade; ações de incentivo ao empreendedorismo e apoio à qualificação, à capacitação e à reconversão profissional do capital humano.

Na prática, para fazer o match entre as necessidades de empregabilidade das empresas e as competências técnicas, formativas e sociais dos recursos humanos disponíveis, é urgente conhecer e detalhar o que cada uma das partes precisa, deseja e projeta para o futuro. Daí a importância de resposta massiva a este inquérito por parte das empresas.

A AESintra, no texto que acompanha o convite à participação das empresas com a resposta ao inquérito, escreve: “ajude-nos a encarar com as ferramentas corretas e factuais, os problemas de empregabilidade que o concelho atravessa. As respostas surgirão da experiência vivenciada pelos agentes ativos do trabalho, da formação e da empregabilidade de Sintra; de si!”. Este artigo é também um apelo à participação. Assim sendo, se receber este inquérito na sua caixa postal, por favor, responda. Está a ajudar todas as empresas do concelho.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *